sexta-feira, abril 29, 2005


À época uma criança na mais tenra idade, esse camarada hoje é um rockstar milionário. Adivinhe quem é.
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

quarta-feira, abril 27, 2005


OS MELHORES EMPREGOS DO MUNDO (Arto Lindsay) - Eu não vi, mas fontes seguras me disseram que o camarada faz o mesmo "quéééééén" com a guitarra durante todo o show, não importando que música está tocando. Na foto acima dá pra ver que a intimidade dele com a criança não é lá essas coisas...
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

DEU NO NYTIMES, NO NME, NA MELODY MAKER, NO CARALHO A QUATRO...

Das Agências


Era para ser uma aparição surpresa, mas acabou vazando para a grande mídia internacional. O Badminton - de volta com a clássica formação original depois de cinco anos - vai fazer um show para seletos convidados no próximo sábado, no London Pub. No set list, canções do novo disco da banda, ainda em fase de pós-produção, além de clássicos do "Petroliana" e covers surpresa. Desde que o show foi noticiado, hordas de fãs têm passado os dias em frente à casa de shows, na esperança de obter um dos pouquíssimos ingressos para a apresentação. Por conta do tumulto - e visivelmente irritada com o vazamento da notícia - a banda cogitou desistir da apresentação, mas depois afirmou, através de sua assessoria, que vai manter o compromisso com os organizadores. "Eles esperam apenas que não ocorram confusões no local, já que a casa comporta poucas pessoas com relação às apresentações que eles costumam fazer. Pediram também para avisar aos fãs que esse é apenas um show de aquecimento para a próxima turnê. É uma festa de aniversário de amigos da banda. Os fãs vão poder ver o Badminton com frequência nos próximos meses", declarou a assessoria, através de nota oficial. A nossa reportagem conseguiu falar com o guitarrista Felipe Vieira sobre o show. Veja a entrevista.

- É verdade que a banda quase desistiu da apresentação quando a notícia vazou?
F: (Irritado e monossilábico ) Sim

- Por quê?
F: É preciso que os fãs entendam que esse show será apenas um aquecimento para a próxima turnê, uma oportunidade de testar as novas músicas ao vivo. Não vamos utilizar a estrutura com que normalmente fazemos nossos shows. O lugar é pequeno, o som vai ser bem menor, essas coisas. Depois vamos embarcar numa turnê de verdade, e aí todos vão poder ver o novo show...

- Você teve conhecimento de que os fãs já estão na frente do London Pub?
F: (Irritado) Sim, vocês noticiam tudo mesmo...

- De quem foi a idéia do show?
F: Em primeiro lugar, três amigos nossos (PS.: os jornalistas Marcelo Chuck, Saulo Moreira e Evaristo Filho) estavam comemorando aniversário e nos pediram para fazer o show. Pensamos que seria uma ótima oportunidade para testar as novas músicas.

- E a expectativa para essa volta com a formação original depois de tanto tempo?
F: (Evasivo) Boa. Quando nós quatro nos juntamos para tocar, a coisa sempre acontece. Não vai ser diferente daqui para frente...

segunda-feira, abril 25, 2005


Essa vai para quem gosta de um bom vídeo de rock, e não só para os metaleiros mais die-hard. O documentário Some Kind Of Monster - sobre a gravação do último disco do Metallica, St. Anger - é um dos melhores registros já feitos sobre os prazeres e percalços (muito mais percalços, no caso do Metallica) de se estar numa mega banda. O vídeo mostra como James Hetfield, Lars Ulrich e Kirk Hammett juntaram os cacos da conturbada saída de Jason Newsted e partiram para compor o disco do zero. Mas o fio condutor é a problemática relação entre os mega-egos metálicos, principalmente entre James e Lars, as duas maiores forças criativas da banda. Para resolvê-la, os camaradas contrataram um terapeuta famoso por trabalhar com atletas milionários e fazê-los colocar o ego em segundo plano em prol de um grupo. Durante as 2h15 de filme - ainda tem outro cd com uma cacetada de extras - o espectador fica por dentro da concepção de cada uma das canções de St Anger, e ainda assiste a quebra-paus homéricos entre os membros da banda (James e Lars, obviamente). Mas a cena mais divertida talvez seja o momento em que eles convidam Robert Trujillo (ex-Suicidal Tendencies, Infectious Grooves e até então baixista de Ozzy) para entrar na banda, após terem testado uma porrada de músicos. Lars chega para Trujillo e dispara: “Não queremos você como um músico contratado, e sim como membro efetivo da banda. E para lhe mostrar quão sério é o negócio, você vai ganhar US$ 1 milhão só para entrar no grupo”. A cara de atabacado do chicano ao receber a notícia é a coisa mais hilária do filme. Vejam Some Kind Of Monster, sejam vocês fãs do Metallica ou não. Garanto que vale a pena.

GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM!!!! Sim, eles comeram...DEBORAH SECCO!!!! Palmas para Érika, que acertou na lata...
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM!!! (Parte 2)
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM!!! (Parte 2)
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM! (Parte 2) Adivinhem!!!!!!
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM! (Parte 1) - Sim, todos eles comeram...LUANA PIOVANI!!!!!
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

quarta-feira, abril 20, 2005


HABEMUS PAPAM!!! (Parte 1) Quem será?
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM!!!! (Parte 1)
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

HABEMUS PAPAM!!!!! Quem será? Mandem as respostas.
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

terça-feira, abril 19, 2005


DO LADO DE FORA

- Olhem! A fumaça está começando a sair! É agora!
- É o novo papa! Graças a Deus!
- Isso! É a fumaça!

DO LADO DE DENTRO

- "Is this love, is this love, is this love, is this love that I´m feeling"...toma aí, padre Weider!
- Uhuuu...valeu, padre Schindler! Esse é do bom, hein?
- Bonzão..."I wanna love yooou, and treat you right"...
- Padre Von Stein! Chega mais! Ainda tem negócio aqui!
- Só se for agora! E esse reggae aí?
- Tem que ser...trilha sonora perfeita...
- A galera lá fora deve estar pensando que sai o novo papa hoje...ahahahahahaha!
- Ahahahahahahah! Papa é o cacete!
- Uhhuuu..."Aaaaaaaah, I´m willing and able"...
- É uma pena esses papas demorarem tanto a morrer...só de tempos em tempos a gente faz essas festinhas aqui, né?
- Bote fé! Passa a bola aí...
- Toma...
- Limpeza total...

DO LADO DE FORA

- Ah...fumaça preta. Ainda não tem papa...
- Vamos voltar amanhã...

GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

segunda-feira, abril 18, 2005


O cinema brasileiro atual é de uma caretice ímpar. Atolada em politicamente correto, a nova geração aboliu o sexo, como se negasse de forma veemente aquela velha máxima do "filme nacional só tem putaria", que penetrou (ops!) na nossa mente por conta das pornochanchadas. Não se fazem mais filmes como o sensacional "Mulher Objeto" (1980), clássico de Sílvio de Abreu. É um thriller erótico de primeira, com a tosquice peculiar das produções da Boca do Lixo (áudio fora de sincronia com os lábios dos atores, cortes bruscos, iluminação sofrível), mas mesmo assim tem sustança. E leia-se por "sustança" a opulência de Helena Ramos, no auge da forma, e numa época em que não existia silicone nem a febre da malhação.. O enredo é o seguinte: uma garota pobre (Helena) casa-se com um ricaço (Nuno Leal Maia), mas não consegue ter qualquer desejo por ele, mesmo o amando. Para compensar, ela fantasia com todos os tipos de homens (e até mulheres) possíveis e imagináveis: amigos do marido, o encanador, o ginecologista, entre outras. E o cardápio das fantasias de Regina (o nome da personagem) é vasto: tem felação, sodomia, sadomasoquismo, lesbianismo, entre outras. Todas as cenas de sexo são muitíssimo convincentes, graças, é bom frisar, à perturbante sensualidade de Helena Ramos. O resto do filme eu não vou contar (o final é divertido). Só postei sobre isso porque vi o filme nesse final de semana e achei fantástico. E viva o cinema nacional de putaria!!!!
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

sexta-feira, abril 15, 2005

DIÁLOGOS ANTOLÓGICOS DO GG (El Negrón)

Ao telefone
- Mamá!
- Leandro! Que te hicieron, muchacho?
- Fue arrestado, mamá!
- Y porque fueste arrestado, hijo?
- Porque “jo” he dicho a un macaquito que él es un macaquito! Puedes crerlo, mamá?
- No lo creo!
- Si, mamá! Fue esposado y ahora estoy acá numa celda...
- Hijo...
-...en um país extranjero...lleno de macaquitos...
- (snif)...Que podemos hacer por ti, hijo?
- Nada, mamá! Nadie puede hacer nada...
- Hijo! Quieres que “jo” hable com el presidente Kirchner? Él puede ayudarlo...
- No, mamá!
- Puedo hablar com Valéria Mazza! Ella puede quitarse la ropa em uma playa de Brasil. Los brasileños van a adorarla!
- No, mamá! Deja Valéria fuera de esto...
- Pero...hijo...estás en una celda....en Brasil...
- Si, mamá!
- Lleno de macaquitos! Negritos!
- És...és esto...mamá....
- Esto o que?
- Lo que importa...
- No comprendo, hijo...
- Mamá, hay um negrón acá...cerca de tu hijo...
- Jesus! Afastalo!
- No lo quiero, mamá!
- Como asi, “no lo quiero”?
- “Jo” he encontrado el sentido de la vida, mamá...
- Com asi, “el sentido de la vida”?
- El negrón...
- Hijo! No te puedo crer! Leandro, no hablas serio!
- Si, mamá! Hablo. Y no me llames de Leandro. Mi nombre ahora és Penélope.
- No! Hijo! “Jo” me voy a buscarlo en Brasil!!
- No es necesario, mamá! Estoy bien! “Jo” y Valdemar.
-Valdemar? Quien és él?
- El negrón, mamá! El negrón...
- Hijo! Leandro! No! No!

OS MELHORES EMPREGOS DO MUNDO (João Paulo Diniz) - Na relação custo/benefício, esse camarada talvez tenha o melhor emprego do universo. JP é uma espécie de David Beckham do empresariado brasileiro. Herdeiro do Grupo Pão-de-Açúcar (um dois maiores patrimônios entre a iniciativa privada brasileira), é vaidosamente metrossexual e vive badalando na noite. O emprego do rapaz também o obriga a traçar celebridades como Daniela Cicarelli, Gisele Bundchen, Luana Piovani, Caroline Bittencourt, Paula Mott (ex-mulher e mãe de seus filhos) e tantas outras menos conhecidas. João Paulo Diniz, um dos MELHORES EMPREGOS DO MUNDO.
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

quinta-feira, abril 14, 2005


OS MELHORES EMPREGOS DO MUNDO (João Saldanha) - Esse talvez seja o melhor exemplo de como tirar onda e ficar famoso. Talentoso jogador de futebol de areia, o gaúcho João Saldanha não vingou nos gramados e acabou parando nas redações e cabines de rádio devido à língua sempre afiada. De repente, não mais do que de repente, virou treinador do lendário Botafogo de Garrincha, Didi e Nilton Santos. Obviamente João não precisava dizer aos atletas o que fazer em campo. Era só ficar lá no banco, batendo um papinho, que a rapaziada ganhava os títulos. Isso, no entanto, não significava que ele não entendesse de futebol, muito pelo contrário, mas o fato é que àquela época, e com aquele time, entender de futebol seria totalmente dispensável. Mas o melhor ainda estava por vir. Alçado à condição de ídolo nacional, Saldanha recebeu a missão de "treinar" a Seleção Brasileira que tentaria se classificar para a Copa de 70. Os atletas convocados? Pelé, Tostão, Gérson, Rivellino, Jairzinho, Clodoaldo, entre outros, um esquadrão que ficou conhecido como "As Feras do Saldanha". Nesse caso também não era preciso fazer nada além de distribuir as camisas para os atletas. Saldanha, no entanto, entrou em desgraça com os milicos que comandavam o país à época. O maior deles - o presidente Médici - exigia a convocação de Dario (Dadá Maravilha), que defendia o Atlético Mineiro, time do general. João Saldanha, comunista militante (era do Partidão), mandou o meganha às favas. "O presidente que escale seu ministério. A Seleção Brasileira quem escala sou eu", disse, assinando indiretamente a própria demissão. Zagallo então assumiu o time que seria tricampeão em 1970. O resto é história. João Sem Medo, como era chamado por dizer na lata o que pensava, morreu na Itália, em 1990, quando cobria a Copa do Mundo para a TV Manchete. Entrou para a História por ter um dos MELHORES EMPREGOS DO MUNDO.

GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

quarta-feira, abril 13, 2005


OS MELHORES EMPREGOS DO MUNDO (Bez) - Esse é um dos melhores de todos os tempos. Imagine-se fã de uma determinada banda, indo aos shows e se esgoelando de cantar e dançar ao som de suas canções. Imagine agora que a banda em questão oferecesse grana para você fazer isso DE CIMA DO PALCO. Foi mais ou menos o que aconteceu com o jovem Mark "Bez" Berry, na metade dos anos 80. Fã dos iniciantes e obscuros Happy Mondays, Bez foi, certa noite, convidado para pular no palco. Ganhou na hora o emprego como "dançarino", se tornando uma das figuras mais piradas do não menos amalucado "Madchester" (Shawn Ryder, Mani, etc). Depois do fim da banda, o camarada continuou ligado à música, cantando em bandas obscuras (atualmente é vocalista de uma chamada Domino Bones). Mas o mais engraçado é que ele participou de uma das edições do Big Brother inglês. Foi eliminado, mas tinha bons índices de popularidade. Por fazer pouco esforço e ser reconhecido por isso, Bez tem um dos MELHORES EMPREGOS DO MUNDO.
GUITAR GRINDER NEWS NETWORK

sexta-feira, abril 08, 2005

DIÁLOGOS ANTOLÓGICOS DO GG (É preciso detestar)

- Olha, doutor, isso tem que ser feito mesmo?
- Claro, homem! Deixe de frescura! É para o seu bem!
- Fazer..."isso"...pro meu bem? Nossa! Imagina como deve ser o mal, né doutor?
- Fique tranquilo, vai ser bem rápido.
- Puta merda...pelo menos isso...
- Quer dizer, depende do que eu encontrar "lá"...
- Vixe...tem certeza que é pra fazer isso, doutor?
- Claro, camarada! Agora você tem que facilitar o meu trabalho...
- Caceta, esse é o problema! Não consigo, doutor!
- Me diga porque não consegue...
- Sei lá, doutor! Isso é novidade pra mim! Um homem na minha idade, deitado aqui...desse jeito...e com o senhor aí...
- Típico machão, não é isso? Pois saiba que isso não tem nada de mais. Eu faço isso todo dia.
- (assustado) Todo dia?
- Claro, é a minha profissão. Estudei anos a fio para isso...
- Então presumo que o senhor seja bastante experiente nisso...
- Modéstia à parte, sou sim.
- Então seus clientes não reclamam...
- Alguns ficam com medo na primeira vez, assim como você está...
- (assustado) O quê? Isso quer dizer que depois eles acostumam?
- Exatamente. Quer se virar um pouco, por favor?
- Peraí, doutor! Quer dizer que eu posso me acostumar a...a...a isso?
- Você VAI se acostumar. É normal!
- (levantando) Normal um cacete! Tá pensando que eu sou o quê?
- Ah, meu Deus do Céu...quer fazer o favor de voltar para a mesa?
- Acostumar uma porra, doutor! Eu tenho 52 anos, não tenho idade para "me acostumar" a isso, não!
- É só você não se acostumar...
- Como assim?
- Não se acostumando. Você vem, faz o exame e detesta...
- É exatamente isso que eu tô notando que vai acontecer...
- Pois então vamos combinar assim: você faz, detesta e depois, quando for a época de voltar, detesta de novo. E assim sucessivamente...
- Hmmm...boa idéia, doutor. É só eu detestar...
- Exato. Agora deita aí.
- Detestar....boa idéia...pera um pouco...
- Posso?
- Ehr...assim...tem que ser feito mesmo?
- Tem sim, você corre o risco de morrer se isso não for feito.
- Então...então vai...cuidado aí, por favor.
- Relaxe...
- Uuuughh! Ahh!!! Puta merda!!!!
- Espere um pouco...
- Hummmmmpfff! Brrrrrr!!!!!! Aaaaaai!!!!!
- Pronto. Está novo em folha...
- Tzzzzzz!!!!! Grrrrrrmmmm!!!!! Puta merda, que coisa horrível!!!
- Está vendo? Você detestou...
- Não tenha dúvida, doutor! Isso é uma tortura!
- Não se esqueça: você detestou. Mas vai ter que voltar depois. Na sua idade isso tem que ser feito.
- E quando é que eu vou voltar para fazer essa merda dolorida de novo?
- Gostei de ver. Está detestando.
- Destestando, doutor! O senhor não imagina o quanto...
- Mas vai voltar...
- Claro. Eu detestei! Não vou me acostumar nunca a essa merda!
- Bom garoto. Em seis meses quero ver você de novo.

PS.: A série OS MELHORES EMPREGOS DO MUNDO está interrompida até que o Hello do meu computador (detonado por um trojan foderoso) seja consertado.

quinta-feira, abril 07, 2005


OS MELHORES EMPREGOS DO MUNDO (Ron Jeremy) - Hoje o GG inicia mais uma saga. Trata-se d´Os Melhores Empregos do Mundo, aqueles em que a pessoa não precisa fazer muita coisa e ainda ganha dinheiro, fama e reconhecimento. E para começar, o intrépido Ron Jeremy. Quem vê essa figuraça com cara de barraqueiro não acredita que ele tenha sido uma das maiores lendas da indústria pornográfica. Afinal de contas que mulher em sã consciência treparia com esse camarada? Mas o carisma, o jeito fanfarrão e outros, digamos, "atributos", fizeram de Ron Jeremy um improvável sucesso no pornô. De tão boa-praça acabou virando um elo entre o mundo da putaria e o mundo propriamente dito, com sua celebridades assépticas. Jeremy apareceu em filmes como Killing Zoe, Detroit Rock City, fez comercial com Samuel L. Jackson, virou amigo de Axl Rose e apareceu em clipes de Moby, Kid Rock e Sublime. Para quem não sabe, Ron é ator formado, toca piano e violino. Ele também dirigiu dois dos filmes de putaria mais impagáveis de todos os tempos: o de Divine Brown (onde dá pessoalmente um trato na "ex"” de Hugh Grant), e o de John Wayne Bobbitt, o infeliz que teve o pau cortado pela esposa, achou-o no lixo e conseguiu reimplantar o negócio. Hoje Ron não atua mais, apenas curte a vida. Coisa que, aliás, ele sempre fez, pois tem um dos MELHORES EMPREGOS DO MUNDO Posted by Hello

quarta-feira, abril 06, 2005

DIÁLOGOS ANTOLÓGICOS DO GG (A final do Campeonato)

- Querida, precisamos conversar...
- Fala, benzinho...
- Dá pra desligar a televisão? Não dá pra conversar com esse barulho.
- Mas...bem na hora da novela?
- É importante...
- Vai, diz...
- Olha só...eu...ehr...tem horas que a gente tem que encarar as coisas de frente...
- E?
- Encarar, sabe? Certas coisas acontecem e a gente tem que enfrentar...
- Fala, Souza, o que houve?
- Isso...isso pode acontecer com qualquer casal...
- Isso o quê, meu Deus? Você está me deixando aflita!
- Eu...sabe aquele dia quando eu disse a você que ia jogar bola com o pessoal do trabalho ?
- (tremendo) Sei! Sei! A importantíssima final do torneio da empresa! O que aconteceu lá?
- Eu...eu...é difícil pra mim dizer isso, querida!
- (tremendo e chorando) Eu sei! Eu sei o que aconteceu! Você estava com outra, não é? Diga, seu cachorro! Só pode ser!
- Olha, meu am...
- (interrompendo) Safado! Eu nunca imaginei isso de você, Souza! Que papelão! Disse que ia jogar futebol e saiu pra se encontrar com uma vagabunda! Meu Deus! Como você é ordinário!
- Selma, meu am...
- (interrompendo) E ainda disse que essa pelada era importantíssima! A final do campeonato da empresa! E eu acreditei! Como eu sou tonta! Você dizendo que seria visto com outros olhos no trabalho se seu time vencesse!
- É que...
- (interrompendo) Chegou aqui bêbado e todo feliz porque tinha ganho o tal campeonato! Qual nada! Você estava era num belo de um motel com uma vagabunda! Como é o nome dela?
- Selma...
- (gritando e chorando) Nãããão, ela se chama Selma também? Como é que você pode?
- Selma, eu quero falar...
- Olha, Souza, pode ir arrumando seus trapinhos pois essa noite você não dorme mais aqui! Vai dormir com a Selma, a sua piranha!
- Não é isso...
- (interrompendo) E é o quê, seu safado? Futebol! Eu bem que deveria ter desconfiado...
- É que eu...eu...menti...
- Estou vendo que você mentiu, salafrário! Me traiu com uma xará!
- Menti sobre o campeonato...
- Claro que mentiu! Você estava com a vagabunda da Selma num motel!
- Eu...eu não ganhei...
- Ah você ganhou, sim! Ganhou sua passagem pra fora desse lar, Souza! Pode ir embora! Rua!
- Selma, eu não ganhei o campeonato...
- Como assim?
- Não ganhei. Eu menti que tinha ganho para você ficar orgulhosa de mim...
- Mas...mas...como assim, Souza? Que história é essa?
- Criei tanta expectativa em torno dessa final que não consegui conviver com a derrota, meu amor! E eu não iria suportar chegar aqui como um derrotado. Por isso fingi que tinha vencido....
- Mas...Souza...e a Selma?
- Não existe Selma...
- Como “não existe Selma”? E eu?
- Existe você...
- Tem certeza de que você está dizendo a verdade?
- Quero perder outra final se estiver mentindo...
- Então...é tudo verdade?
- Não. É tudo mentira...
- Ô, Souza, verdade que você não tem outra?
- Claro que não, meu amor. Me desculpa...
- Hmm...sei não...essa história está mal contada...
- Não está não. É a verdade. Perdi, Selma...
- Nesse caso, pode sair da frente da televisão.
- O quê?
- A novela, querido! A novela. Sai daí, sai...

segunda-feira, abril 04, 2005

CULTURE CLUB II

Eu passaria dias a fio na seção de discos da Livraria Cultura, ouvindo todas aquelas coisas que meu exíguo orçamento mensal me impede de comprar. Aquelas maquininhas com headphone, que lhe permitem escutar trechos das músicas de todos os discos, são a melhor invenção da História. Sábado passado fiz uma destas incursões pelo mundo maravilhoso dos "discos que eu quero e por enquanto não posso comprar" (onde encontrei nossa Débora Renascimento, e quando elucubramos sobre os "discos que queremos e por enquanto não podemos comprar"). Eis os melhores momentos:

Gov´t Mule - Um power trio de "caras que tocam pra caralho". Depois da morte do baixista, eles simplesmente convidaram para o lugar do camarada (para gravar esse disco): Jack Bruce, Bootsy Collins, Flea, John Entwhistle, Mike Watt, entre outros. Ou seja, é um disco de "caras que tocam pra caralho".

Blondie - Um Best Of bem safadinho, mas com as músicas mais legais de Debbie Harry e Cia. Tava por R$ 16,50, e vocês acreditam que eu não levei? Pra vocês verem como anda a pindaíba lá em casa...

Red Hot - Também tava na promoção o "The Upflit Mofo Party Plan", o disco mais bacana deles. Mas um dia eu vou lá e levo. Preciso ter esse disco pra mim, por tudo que ele significa na minha formação musical.

John Fogerty - Deja-Vu é o nome do novo disco do sujeito. Tá um rockão bem brabo. E bem caro: R$ 40,00.

Flying Burrito Brothers - Quando eu pedi ao vendedor para que tirasse a capa e deixasse que a maquininha lesse o código de barras, ele se espantou: "Essa banda é uma das pioneiras do country-rock, não é?", disse ele, com indisfarçável jeito "fofo" de quem escuta Beat Happening e Belle & Sebastian. E eu pensei com os meus botões: "É som de macho, porra! Abre essa caceta logo!". Preço: R$ 60,00.

Lauryn Hill - O acústico da gatíssima nora de Bob Marley me pareceu uma enrolação só. A moça fala tanto no início das faixas que não dá pra escutar as músicas. Quando ela dá o primeiro acorde aí acaba o tempo e pula para outra falação. Assim não dá, minha filha!

Rita Marley - A mulher do "Homem" também tem disco solo! E não é dos piores não. Com um boa grana no bolso eu levaria na boa...

sexta-feira, abril 01, 2005


Tecnologia e nostalgia, definitivamente, não combinam, e isso vale para qualquer geração. Por mais que nos dias atuais nos valhamos de um porrilhão de novidades tecnológicas que facilitam a nossa vida, temos uma indisfarçável propensão a negá-las - com cara de desdém - sempre que invocamos nossos "tempos áureos". É mais ou menos o caso que eu tenho com esse objetozinho aí em cima.

Chama-se "fita cassete" e foi o pilar tecnológico da minha iniciação musical. Primeiro por necessidade: de minha pré-adolescência até o início da fase adulta, a dureza do dia-a-dia de uma família de classe média baixa simplesmente me impedia de ter cds. Para se ter uma idéia, apenas em 1996 um cd-player deu o ar da graça lá em casa. Numa época em que eu estava "descobrindo" música, a saída era azucrinar incessantemente meus amigos com fitinhas. "Grava isso", "grava aquilo", "ó, grava aquilo outro pra mim". E olhe que comprar fita também não era fácil: cheguei a reaproveitar muitas delas que eu achava jogadas nas casas de vizinhos, tios, avós, trabalho, o que fosse. Mas de Basf em Basf, de TDK (era luxo) em TDK, eu ia me inteirando do que rolava.

Gravar discos de vinil, então, era uma tremenda curtição. Era maravilhoso o ritual de pegar o selo da bolacha, contar o tempo de cada música, somar e ver se cabia do lado de uma fita de 60 minutos (ou às vezes se o disco inteiro caberia num lado de uma fita de 90). Outra lembrança que guardo com muito carinho é das idas à Vinil e à Discossauro, para gravar os discos dos imensos catálogos de Miranda e Carlinhos, respectivamente. Até hoje tenho dois clássicos dessa época: as fitinhas com Ramonesmania (gravada na Vinil) e Bandwagonesque (na Discossauro). E ambas ainda funcionam.

Até pouco tempo, quando já existia Internet em massa mas ainda não havia CD-R na mesma proporção, eu viajava em fazer fitas temáticas, para escutar no toca-fitas do carro lá de casa (o cd também chegou depois nesse caso). Fiz uma foderosa coletânea dos Stones, além de uma chamada "The Cowboy Tape", só com country-rock (Hazeldine, Neil Young, Tom Petty, Gram Parsons, etc), e uma seleção dos meus vinis de hard-rock (Van Halen, Cheap Trick, Kiss, etc).

Hoje em dia existe CD-R, mp3, iPod, essas coisas, todas foderosas. Mas adivinha quem vai ficar na lembrança?
 Posted by Hello

AS 20 MELHORES DE PERNAMBUCO

1 – “Skera” (Eddie) - Clássico da primeira demo deles, e uma das músicas que eu mais pedi em shows na minha vida.

2 – “Festejem” (Eddie) – Ficou famosa no primeiro disco, mas eu prefiro a versão da mesma demo, com Roger Man cantando. Levou toda uma geração de olindenses a cantar, a plenos pulmões: “Okenoeiooo!”

3 – “My Gun Is My Fun” (Eddie) – A melhor música composta por Fabinho é uma obscura pérola de uma demo que eles gravaram ao vivo no estúdio de André Gordo, em Bairro Novo. Rock hipnótico de primeira linha.

4 – “Da Lama ao Caos” (CSNZ) – Esqueça a versão do disco. Se você já viu essa música ser tocada ao vivo, na época de Chico (quem não viu?) sabe o que significa a palavra “poder”.

5 – “Livre Iniciativa” (mundo livre) – Já é o caso inverso. Fica muito mais esperta em disco.

6 – “Dê Miuzyk” (Conservados em Formol) – Uma das fanfarronices mais geniais que eu conheço, de uma das bandas mais fanfarronas e legais que essa cidade já viu.

7 – “Gabeira” (Paulo Francis Vai Pro Céu) – É da demo “Na Cama com Ariano”, que mostra o PFVPC em sua melhor fase criativa. Punk rock raivoso e uma letra genial.

8 – “Belezal” (Paulo Francis Vai Pro Céu) – Tudo o que foi dito no comentário acima, acrescido de um fato: a letra foi inspirada em Beto Legião.

9 – “A Cor do Teto e a Cor do Chão” (Supersoniques) – É a canção do “propulsor estático”, e isso já a coloca no rol das mais foderosas de todos os tempos.

10 – “Primeira Mensagem” (DMP e Os Fulanos) – O espírito de curtição e descompromisso do DMP faz falta nas bandas de hoje. E essa música era o hino dos caras.

11 – “Crazy Pussy” (Living in the Shit) – Tá, o LITS era de Alagoas, mas pode ser considerado um filho adotivo de Pernambuco, de tanto que vivia por aqui. Essa canção, registrada com um gravador ambiente num show do Poco Loco em 1992, é outra face da palavra “poder”.

12 – “New Surprise” (Living in the Shit) – É da demo “The World Ass Rock”, e poderia ter tocado na FM que você ouve todos os dias.

13 – “Vida de Ferreiro” (Devotos) – Era mais ou menos como um prédio caindo. Ou como um trem bala desgovernado e cheio de lutadores de sumo vindo em sua direção. Hardcore como ninguém ainda fez por aqui.

14 – “O Dia em Que Conceição Subiu a Serra” (Jorge Cabeleira e O Dia em que seremos todos inúteis) – Ao vivo essa canção também tinha poder. E a letra era bem bacana, pena que na hora de gravar o disco os caras tiveram que mudar a frase “comprar maconha em Floresta pr´a gente se abastecer” para “vamos para a mata da floresta para ver o que pode acontecer”.

15 – “Mindái” (Matalanamão) – Sinceramente, eu estava na dúvida entre “Prikita” e “Peitinhos”, mas depois me lembrei de “Mindái”. Essa música é foda de boa.

16 – “Macarrolão” (Xblau nos Bliúbli do Mundo) – Essa banda existiu, mas nunca apareceu no circuito descolado da cidade. Era uma espécie de precursora dos Mamonas, mas com músicas muito mais escrachadas. “Macarrolão” tinha o sensacional refrão: “Era um homo.....sexual, perto de mim/ Ele dizia “baby, eu preciso de você, e você de mim”. Para quem duvidar, eu tenho a demo deles.

17 – “Coqueiros” (Kaya na Real) – Ficou conhecida por conta da versão feita pelo Eddie em “Sonic Mambo”, mas quem já foi para os áureos campeonatos de surf em Maracaípe nos idos de 93/94/95 viu o Kaya na Real detonar esse clássico do reggae pátrio.

18 – “Desafiando Roma” (mundo livre) – É do melhor disco deles, o guentando a ôia. E essa música é bonita pra cacete.

19 – “Uh-uh-uh” (Ur Boco Moco) – Clássico do rock-empregada. É Marcelo Demo em seu momento mais inspirado como compositor.

20 – Toda a demo “PRRRRLLLLL!!!!!” do Dreadful Boys, além de “Petroliana” e do vindouro segundo disco do Badminton. Afinal de contas o dono dessa porra desse blog sou eu, caralho!!!!